sábado, 13 de dezembro de 2008

Torcedores de esquecimento.



Eu te escrevi tantas cartas

Por Amor próprio

Nem que vivesse mais cem anos

Conseguiria entender

Não consigo lembrar da sua cara

Muito menos da sua voz

Te dei uma medalha

De ouro para sua chegada

E encerrei com uma medalha de bronze

Para lembrar a tua morte interna

Internamente foram os lugares

Que nunca passeou em mim

 Só consigo lembrar

Que torcemos pro mesmo

Time de futebol

Que nós dois odiávamos

Futebol

Na mesma torcida

Separados

Por um jogo

De esquecimento


Fredericco Baggio


2 comentários:

Enzo Potel disse...

que final fodaaaaaa! depois que o "bronze" aparece no poema, tudo vai se agigantando! da frase 13 a 17 então.. genial...

um bjao!!!

Michele disse...

Mr Baggio!

adoreiii este. consegui entender a exata essencia.

que surpresa imensa.. nao sabia que escrevia, e tao bem.

gostei muito e vou continuar acessando seu blog!

beijo grande =)