segunda-feira, 6 de outubro de 2008

Tempos comigo...





Demorou um bocado de tempo para entender.
Acho que na verdade não é bem entender... é acalmar o que a Vida me trouxe.
Reconhecer na inocência dos dias, toda calma e toda malícia.

Essa transformação... dos choros, sorrisos, do sono (feito e perdido), e de tudo que atravessa em mim vão virando palavras... conclusões.

Mesmo agora que minhas mãos acariciam meu rosto e peito por falta de um outro.
Nessa falta do outro é onde me reconheço, neste momento que minhas mãos perdidas tocam os meus pés... e eles se reconhecem... é que vejo que no final da opera... no findar da obra divina... o Mundo está comigo.

Fredericco Baggio

5 comentários:

Anônimo disse...

As vezes, querendo ou não, saem escritas maravilhosas, como essa. Abraço

Rafa disse...

meu!

você se ntrega...se mostra e mesmo sendo uma coisa absolutamente intimista e íntima (risos) não deixa de ser extremamente interessante lê-lo (linteralmente).

Danielle disse...

Um dos meus prediletos até agora. Mas ainda bem que tem mais pra eu ler!

Danielle disse...

Estou adorando tudo!

Murilo Pagani disse...

Sensacional!!!!